Saiba como Fazer o seu Plano de Estudos para Concurso – Outlet Estratégia Concursos

Download Gran Cursos

Guia de Estudos – Concurso INSS 2019

Como você já deve saber, o concurso INSS é, sem dúvidas, um dos mais aguardados pelos concursandos de todo país.

Assim sendo, é importante que você comece o quanto antes a sua preparação. Não há tempo a perder! Se você quer mesmo ser aprovado no concurso do INSS, é preciso iniciar o quanto antes seu planejamento estratégico de preparação.

Um dos grandes problemas enfrentados pela maioria dos candidatos é focar mais no “estudo” do que na “preparação”. O estudo sem organização e sem planejamento, por si só, raramente irá aprová-lo em um concurso tão concorrido. O que faz a diferença na hora da prova é sua efetiva preparação. O estudo para aquisição de conhecimento, apesar de sua importância, é apenas uma das etapas do processo de preparação. Para se preparar de forma eficaz e eficiente para a prova, faz-se necessário, além do estudo para a obtenção de conhecimento contextual da matéria, a utilização de ferramentas para aprofundamento, consolidação, retenção, fixação e treino, bem como conhecer o texto legal, fazer simulados, conhecer a banca, elaborar uma estratégia de prova, utilizar os melhores materiais, etc…

O Estratégia Concursos quer muito ajudá-los nessa jornada. Por isso, neste artigo irei apresentar os 10 (dez) fundamentos essenciais para a aprovação no concurso do INSS. Tais fundamentos servirão tanto para aqueles alunos que estão “começando do zero” como para os alunos “mais avançados”.

Pois bem! Os 10 (dez) fundamentos essenciais para a aprovação no concurso do INSS, que deverão fazer parte do seu planejamento estratégico, estão relacionados abaixo:

  1. Elaboração de um Plano de Estudos;
  2. Métodos e Técnicas de Estudos;
  3. Execução do Planejamento;
  4. Disciplina e Comprometimento;
  5. Regularidade;
  6. Marcação de palavras-chave;
  7. Anotação no material;
  8. Pilares da Aprovação:
  • Motivação;
  • Conhecimento; e
  • Foco.

9. Aspectos Complementares:

  • Psicológico;
  • Emocional; e
  • Físico.
  1. Organização da vida e conscientização familiar.

1) Elaboração de um Plano de Estudos.

Antes de qualquer coisa, você precisa planejar. Não deixe de afiar seu machado, pois, desta forma, será muito mais fácil cortar a lenha. Portanto, é fundamental que você elabore um Plano de Estudos, levando em consideração 5 (cinco) fatores:

a) Carga Horária Disponível:

Verifique quantas horas diárias você tem à sua disposição para dedicar aos estudos. Quanto mais horas de estudo de qualidade você acumular até a prova, melhor!

O estudo aos finais de semana pode ser um diferencial neste momento. Você deve aproveitar o sábado e até o domingo para acumular ainda mais horas de estudo, dependendo de sua disponibilidade durante a semana. Lembre-se: a sua concorrência estará estudando!

b) Nível de conhecimento em cada disciplina:

Você já tem um bom conhecimento das disciplinas pedidas no edital do INSS? Já estudou anteriormente alguma delas?

Caso positivo, isso já te coloca em posição de vantagem. Se você souber muito bem Direito Constitucional, por exemplo, essa matéria irá ocupar um número menor de horas no seu plano de estudos, pois você irá priorizar, nesta disciplina, apenas as ferramentas de alta performance, tais como revisões, resolução de exercícios, realização de simulados, bem como a leitura e memorização dos artigos da CF/88 que serão cobradas no seu concurso e da jurisprudência pertinente.

c) Importância de cada disciplina na média final:

A matéria mais importante do concurso de Técnico do Seguro Social é “Seguridade Social”. No último concurso foram 70 questões de Seguridade Social, dos 120 pontos possíveis na prova. Isso representa quase 60% de toda a prova. Por isso, a carga horária reservada para essa matéria deve ser bem maior do que a das outras disciplinas.

d) Quantidade de material a ser estudado em cada disciplina:

Na elaboração do seu plano de estudos também deve ser levado em conta, e considerado na distribuição da carga horária, a quantidade de assuntos que serão estudados, a quantidade de PDF´s e o número de páginas necessários para cobrir todo o conteúdo de cada disciplina.

e) Ferramentas que serão utilizadas no processo de preparação:

As ferramentas que serão utilizadas durante seu processo de preparação também são de fundamental importância para a elaboração de seu plano de estudos. Dependendo do perfil cognitivo de cada aluno, poderá haver necessidade, além do estudo por meio do PDF, de assistir videoaulas, elaborar mapas mentais, diagramas, esquemas, tabelas, etc.

Também é muito importante reservar horários para realização de simulados por assunto, por matéria e por grupos de matérias. Recomendo o site TecConcursos para esta finalidade. Ademais, sempre recomendo que seja reservado um horário por semana para refazer as questões da semana anterior que errou ou que houve alguma dúvida ou dificuldade na resolução.

Assim sendo, todas as ferramentas disponíveis e necessárias devem ser contempladas em seu plano de estudos para melhor aproveitamento e distribuição do tempo disponível.

2) Métodos e Técnicas de Estudo:

Se você quer mesmo estudar para o concurso do INSS, é importante que você estude da maneira correta. Quando estudamos da maneira correta, a aprovação fica cada vez mais próxima, ou seja, cada dia de estudo passa a ser um dia a menos até a sua aprovação. No entanto, quando estudamos da maneira errada, cada dia de estudo acaba sendo apenas mais um dia de estudo…

Para isso, é fundamental que você tenha em mente alguns princípios básicos:

a) Organizar sua preparação em “Ciclos de Estudos”.

O “Ciclo de Estudos” é uma ferramenta que tem vantagens enormes frente a um simples cronograma de estudos. Para sermos efetivos em nossos estudos, precisamos de uma meta bem definida e objetivos intermediários. Não adianta tentarmos ver tudo de uma vez e não revisarmos a matéria.

O ciclo de estudos deverá ser personalizado em função de seus horários e disponibilidade. O ciclo também é responsável por organizar seu processo de revisão e controle da resolução de exercícios, que são algumas das etapas mais importantes do seu processo de preparação.

Quando nós estudamos e não revisamos, grande parte do nosso estudo é perdido. Assim sendo, é importante montar um ciclo de estudos prevendo revisões periódicas e sistemáticas, conforme trataremos no item a seguir.

Seu ciclo de estudos pode ter, por exemplo, 20 horas líquidas de estudo por semana. Dentro dessas 20 horas, você distribui as principais disciplinas do edital do INSS, levando em consideração a importância de cada matéria, o tamanho do conteúdo a ser estudado e o seu nível de conhecimento em cada uma delas. Não é necessário, neste momento, inserir todas as disciplinas de uma só vez. Recomendo que comece seu ciclo de estudos para o INSS com 4 ou 5 disciplinas. Oportunamente, conforme for terminando as disciplinas em estudo, as demais vão sendo inseridas gradativamente.

IMPORTANTE: Você deve estar sempre avaliando o seu ciclo de estudos! Por exemplo, se você está avançando muito mais rápido em determinada matéria e mais lentamente em outras matérias, é possível ajustar a carga horária disponibilizada para cada uma delas.

b) Fazer Revisões Sistematizadas.

Aqui, tenho que lhe dizer algo que pode soar um pouco desanimador. Mas tenha certeza: é muito realista!

Ao longo dos seus estudos, você estará sempre “esquecendo”. É isso mesmo! A quantidade de matérias, quantidade de assuntos estudados e tempo de estudo até a prova são fatores que potencializam este “esquecimento”, ainda que parcial.

A boa notícia é que podemos minimizar consideravelmente este esquecimento, por meio de técnicas eficazes e eficientes de retenção.

Um destas técnicas são revisões periódicas e sistemáticas. Em regra, recomendo pera meus coachees revisões de 24h, 7 dias e 30 dias, bem como a “Revisão 4”, dentre outras revisões ao final de cada matéria estudada. É por meio delas que você consegue transferir seus conhecimentos para a sua memória de longo prazo.

Se você não faz revisões, os conteúdos estudados ficam apenas na sua memória de curto prazo. É por isso que muitas pessoas se queixam de que, mesmo depois de muito estudar, não se lembram de quase nada!

 c) Resolver muitas questões comentadas de provas anteriores.

A resolução de questões de provas anteriores é uma das técnicas mais efetivas no auxílio da memorização de longo prazo, além de ser uma importantíssima ferramenta para conhecer a banca e saber como as questões estudadas são cobradas na prova.

Além disso, por incrível que pareça,  as bancas examinadoras costumam repetir muitas assertivas de questões já cobradas em provas passadas.

Detalhe importantíssimo: somente resolva questões comentadas! Do contrário, você estará perdendo tempo! Você erra a questão e não sabe porque errou. Ou, então, acerta no chute e fica “se achando”, sem saber a real razão da assertiva estar certa ou errada.

Durante o processo de estudo, a resolução de questões não tem apenas a finalidade de aferir seu conhecimento, mas, principalmente, consolidar e revisar os conteúdos já estudados, por meio dos comentários feitos em cada questão. É uma das principais ferramentas para sua aprovação.

 d) Fazer Simulados.

Essa é uma fase mais avançada dos seus estudos. Aqui, você resolverá questões por assunto, por matéria e por grupo de matérias, sempre priorizando a banca organizadora do seu concurso, simulando como será no dia da sua prova do INSS. É o momento de se testar! O simulado será uma oportunidade de você verificar se está, realmente, tendo uma visão global e efetiva dos diferentes assuntos exigidos no edital. Aproveita, outrossim, para consolidar, ainda mais, os conceitos estudados, servindo de importante fonte de revisão de conteúdo.

3) Execução do Planejamento:

De nada adianta planejar, se você não colocar o seu plano de estudos em prática.

Aqui, vai depender muito de você! Seja disciplinado… Dedique-se! Cumpra suas metas de estudo e você vai chegar lá! 🙂

4) Disciplina e Comprometimento:

Ter disciplina é fundamental para quem deseja manter uma preparação em alta performance. O estudo com disciplina e comprometimento o tornará muito mais produtivo, além de preparar e acostumar nosso corpo e nossa mente para enfrentar a maratona até a prova, resultando em aumento de rendimento, aumento de concentração e redução do cansaço, dentre outros importantes benefícios.

Ademais, durante o processo de preparação, você nem sempre terá a mesma motivação e empolgação que tinha nos primeiros dias de estudo… E é exatamente neste momento, em que o cansaço aumenta e a motivação diminui, que a disciplina e comprometimento farão toda a diferença em sua preparação. Caso você deixe de estudar nos dias em que não estiver suficientemente motivado, você, na verdade, não teve a disciplina e o comprometimento necessários para manter seus estudos.

Download Estrategia Concursos PDF

5) Regularidade:

A regularidade é um dos fatores mais importantes do processo de preparação. Conceitualmente, regularidade significa estudar de forma regular, habitual e rotineira.

Sempre que possível, devemos seguir fielmente o plano de estudos, cumprindo as metas de horas líquidas diárias e, preferencialmente, estudando nos mesmos horários e lugares, de tal forma que possamos criar uma programação em nosso cérebro, preparando corpo e mente para a rotina diária de estudos que virá.

Lembre-se: o regularidade nos estudos tem um poder incrível de melhorar seu desempenho quantitativo e qualitativo.

Tenho percebido, nestes mais de 20 anos de caminhada na área de concursos públicos, que dentre os inúmeros alunos, amigos e familiares aprovados em diversos concursos públicos, a regularidade nos estudos sempre foi uma das características mais presente e marcante em seus processos de preparação.

6) Marcação de palavras-chave:

Considerando a grande quantidade de matérias e de conteúdo que serão estudados durante seu processo de preparação, é necessário criar “informações seletivas”, de acordo com suas características, relevância, importância, cobrança em provas, etc… Para isso recomento veementemente a utilização de canetas grifa-texto.

É neste momento que esta preciosa ferramenta deverá entrar em cena. Com as marcações seletivas, seu cérebro consegue consolidar, de forma estruturada e organizada, as informações, facilitando todo o processo de memorização e acesso à informação.

Sugiro que sejam utilizadas 6 cores de canetas grifa-texto, conforme exemplo abaixo:

  • Caneta grifa-texto cor-de-rosa: use para grifar os títulos;
  • Caneta grifa-texto laranja: use para grifar os subtítulos;
  • Caneta grifa-texto amarela: é a cor mais estimulante para a memória. Utilize nas palavras-chave, trechos e informações relevantes no corpo do texto;
  • Caneta grifa-texto verde: detalhes importantíssimos dentro das informações relevantes, ou seja, é o destaque do destaque;
  • Caneta grifa-texto azul: principais destaques das citações legais (lei seca) e jurisprudência;
  • Caneta grifa-texto vermelha: negações.

Desta forma você irá não apenas criar um banco de dados seletivo, mas também organizar os conteúdos mais relevantes em seu cérebro, além de permitir revisões muito mais rápidas, eficazes e eficientes, por meio da leitura veloz das informações mais relevantes.

 7) Anotação no material:

Além de grifar o material conforme orientação acima, é muito importante o aluno fazer 3 (três) tipos de anotações no próprio PDF, para potencializar o processo de entendimento, consolidação e memorização do conteúdo, conforme segue:

  • Criar novos exemplos: quando criamos e anotamos no material nossos próprios exemplos, baseados no conteúdo estudado, temos uma melhor compreensão e retenção de conteúdo, facilitando nossas revisões e memorização de longo prazo.
  • Anotar dicas: outra importante ferramenta para aumentar a efetividade dos estudos é anotar, no próprio PDF, ao lado do conteúdo estudado, dicas para auxiliar a retomada de conteúdo e de raciocínio. Tais dicas serão muito úteis quando estivermos em nossas rodadas de revisão. Nem sempre iremos lembrar dos detalhes estudados em cada uma de nossas revisões. Por tal razão, dicas criadas e anotadas em cada estudo, pare auxiliá-lo no futuro, poderão facilitar, consideravelmente, seu processo de revisão e retenção.
  • Comentários: Além de criar novos exemplos e anotar dicas, conforme acima mencionado, também recomendo a anotação, no próprio PDF, ao lado dos respectivos assuntos, de comentário objetivos e conclusivos sobre o conteúdo estudado, quando necessário para sintetizar a explicação do professor.

8) Pilares da aprovação:

  • Motivação: A motivação é, muitas vezes, um dos principais combustíveis quem mantém o concursando firme e forte no seu propósito. Nunca deixe de alimentar sua motivação e seus sonhos. Quando você estuda para concurso, não está fazendo isto apenas por você, mas por todas as pessoas que estão ao seu redor, principalmente familiares, que terão suas vidas eternamente modificadas pelo fruto do seu esforço, do seu estudo e do seu trabalho. Na prática, uma das principais fontes de motivação é a percepção do resultado positivo dos estudos. Quanto mais você percebe sua evolução nos estudos e o resultado de todo seu esforço, colocando-o cada vez mais próximo de sua aprovação, a motivação se mantém alta. Mas lembre-se: quando a motivação estiver baixa, ainda assim estude com força máxima, por ter disciplina e comprometimento! Acredite no seu sonho e acredite em você.
  • Conhecimento: O conhecimento é o pilar técnico da sua aprovação. De nada vale você ter foco, motivação, planejamento, material de qualidade, tempo para estudar, ambiente adequado, etc… É imprescindível que você execute seu planejamento estratégico, realize suas metas, adquira todo o conhecimento técnico necessário, além de trabalhar com retenção, fixação, treino e muitas outras ferramentas que foquem, também, na busca do conhecimento e de sua memorização de longo prazo. Ou seja: o melhor planejamento estratégico do mundo só será efetivo na sua preparação se você fizer a sua parte, estudar com afinco, realizar todas as revisões propostas, resolver todos os exercícios e buscar a preparação técnica, utilizando as melhores ferramentas disponíveis.
  • Foco: Para aumentar suas chances de aprovação é muito importante um direcionamento estratégico. Normalmente, quem atira para todos os lados, acaba não acertando alvo algum… Se você começar a estudar, desde já, para o concurso do INSS, com foco e direcionamento, suas chances tendem a aumentar consideravelmente. O primeiro passo para sermos bem sucedidos em qualquer projeto é sabermos exatamente onde estamos e onde queremos chegar. Temos que saber claramente quais são nossos objetivos. Quando fica claro o que queremos, podemos concentrar esforços de maneira direcionada, estratégica e focada no resultado. Saber exatamente o que se quer já é meio caminho para alcançar o objetivo. Isso é foco!

9) Aspectos complementares:

  • Aspecto psicológico: Estudar para concurso em alta performance vai muito além do estudo e conhecimento tão somente. Somos humanos e não máquinas. Assim sendo, o equilíbrio e o uso da psicologia a nosso favor poderá ser um grande aliado no processo de preparação. Quanto melhor programarmos nossa mente, melhor serão nossos resultados. O uso da psicologia poderá ajudar em vários fatores, pois passamos a compreender os fenômenos psicológicos envolvidos no processo de estudo e preparação. A psicologia é o estudo científico do comportamento e dos processos mentais, bem como dos mecanismos de aprendizagem e da eficiência e eficácia das tácticas e estratégias educacionais. O aspecto psicológico, sem bem utilizado, torna o processo de aprendizagem mais efetivo e mais significativo para o concursando, principalmente no que diz respeito à motivação e às dificuldades de aprendizagem.
  • Aspecto emocional: Dentre os maiores inimigos no processo de preparação encontramos a procrastinação, a ansiedade, o nervosismo, a depressão, a fadiga, dores musculares de origem física e emocional, a baixa-autoestima, falta de concentração, fraqueza, excesso de distração, sentimento de culpa, sono desregulado, dentre outros. Este é um assunto delicado, mas não podemos ser omissos, pois trata-se de grandes obstáculos aos estudos. Precisamos saber quais são os pontos favoráveis e desfavoráveis que nos rodeiam, para enfrentarmos os problemas e aumentarmos a produtividade nos estudos. Como sugestão para equilibrar as questões de ordem emocional, recomendo que:

a) Crie hábitos positivos dentro e fora do projeto de estudos, de forma a manter uma regularidade e rotina produtiva e favorável em suas atividades cotidianas;

b) “Gamifique” suas atividades, ou seja, ofereça a si recompensas em troca das metas cumpridas, como, por exemplo, assistir a um filme no cinema após cumprir as metas, tomar um bom vinho, assistir a uma série na Netflix, sair para jantar, etc…

  • Aspecto físico: Quando realizamos exercícios físicos adequados e de forma regular, nossos hormônios agem em conjunto, permitindo que encontremos força física e mental para as demais atividades do cotidiano. A realização de uma atividade física periódica desenvolve inúmeros benefícios, como melhoria da memória, concentração, humor e do bem-estar. O exercício também ajuda nos casos de depressão e ansiedade, diminuindo também o estresse e a tensão corporal. Além disso, ele ajuda a diminuir dores crônicas, melhora a autoestima, melhora a postura, ajuda a controlar a pressão sanguínea, diminui o risco de doenças crônicas, etc.

10) Organização da vida e conscientização familiar.

Conscientize seus familiares e demais aliados da importância do seu projeto de estudos. As pessoas que estão ao nosso redor durante nosso período de preparação poderão ser grandes aliados ou nossos maiores inimigos. Quando a família, parentes, amigos e demais pessoas do nosso convívio não apoiam e/ou não entendem nossa imersão nos estudos, acabam achando que somos “loucos” ou “exagerados” por estudar tanto… E isso acaba sendo uma bomba sob o aspecto emocional, motivacional e produtivo, podendo prejudicar consideravelmente o projeto.

Cabe a cada um de vocês conscientizá-los de seu planejamento estratégico, de seus objetivos e suas metas, bem como apresentar o programa de estudos e os horários em que você estará totalmente concentrado e imerso nos estudos, cumprindo seu “expediente” diário de preparação.

Se as pessoas que estão ao seu redor não atrapalharem seus estudos, já é uma grande conquista. No entanto, se ainda puderem ajudar, assumindo atividades cotidianas que eram de sua responsabilidade, isso irá trazer mais leveza à sua preparação, pois você terá menos preocupações e compromissos pendentes e acumulados, deixando sua mente mais relaxada e emocionalmente mais equilibrada.

Nos próximos artigos irei falar mais sobre preparação para o concurso do INSS, bem como darei início a uma série de postagens com dicas e resumos de Direito Previdenciário.

Por fim, trago abaixo alguns links que podem ser úteis aos seus estudos para o concurso do INSS:

Plano de Estudos:

1-Plano-de-Estudos-INSS-pdf

2-Plano-de-Estudos-INSS-planilha

Caso tenham interesse em assistir a análise do último edital do INSS e dicas de preparação para o próximo concurso, acessem o link a seguir:  Concurso INSS 2019 – Análise de Edital e Como Estudar

Um forte abraço e fiquem com Deus!

Confira nossos cursos para o concurso do INSS:

Cursos  para Concurso INSS 

 

Programa de Coaching do Estratégia: Caso você precise de ajuda e orientação para elaborar seu planejamento estratégico de preparação e deseja saber mais sobre o Coaching Especial para o INSS, clique AQUI.

Crédito:

Estratégia Concursos

Baixe seu material de estudo agora!

Download Apostilas Opção

O que achou? Deixe seu comentário!